Igrejas optam por cultos ao ar livre na Jamba

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As igrejas Católica e Fé Apostólica, no município da Jamba, na Huíla, estão desde esta semana, a realizar missas e cultos ao ar livre, por falta de condições nos seus templos para acomodação dos fiéis, como forma de obedecer o distanciamento social, face à Covid-19.

Em declarações à Angop, o pastor Jorge Pambassange, da Igreja Evangélica Pentecostal, disse que a medida visa garantir a segurança dos fiéis e o cumprimento da lei, pois a questão em causa é o distanciamento físico entre os membros.

Nesta conformidade, realçou que as crianças por apresentarem maiores riscos de contaminação dessa pandemia não devem comparecer às celebrações, enquanto durar o período de calamidade pública.

Por sua vez, o chefe de secção da cultura, turismo e juventude e desportos da Jamba, Vasco Gomes de Jesus, exortou os líderes religiosos  a continuarem com essa postura e a persuadirem os fiéis para cumprirem as medidas orientadas pelos serviços de saúde, no âmbito da luta contra a Covid-19.

Destacou a necessidade de os dirigentes  das igrejas, sobretudo pastores e padres, passarem a informação para se   cumprir as regras estabelecidas.

O município da Jamba controla perto de 18 denominações religiosas.

A Situação de Calamidade Pública foi declarada  a partir da meia-noite (0h00) do dia 26 de Maio de 2020, que se prolonga enquanto se mantiver o risco de propagação da Covid-19, após um período de quase 90 dias do Estado de Emergência, decretado em Março último, pelo Presidente da República.   

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.