Lunda Norte envia 51 amostras para testagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Cinquenta e uma amostras recolhidas em cidadãos que furaram a cerca sanitária de Luanda foram enviadas hoje, domingo, à capital do país (Luanda), para os testes laboratoriais

 De acordo com a porta-voz da Comissão Multissectorial de Resposta a Covid-19 na Lunda Norte, Filomena Simão, os cidadãos em causa encontram-se em quarentena institucional, acrescentando que nos próximos dias serão recolhidas  amostras aos cidadãos que não compareceram por alguma razão de força maior.

Disse que os resultados das amostras deverão estar, provavelmente, dentro de duas semanas.

Se as amostras resultarem positivo, os cidadãos serão levados para o Hospital de Campanha do Dundo, com 200 camas, onde estão criadas todas as condições de internamento e tratamento de pacientes com Covid-19.

Para além desta unidade, a província tem mais seis salas de internamento, com duas camas cada, equipadas, no Hospital David Bernardino.

Rastreio

Desde o inicio do mês em curso, as autoridades sanitárias na Lunda Norte examinaram mil 456 idosos, no âmbito da campanha em massa de rastreio nas comunidades com maior índice de famílias vulneráveis, com o envolvimento de 20 técnicos, entre enfermeiros e médicos.

De acordo com o director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Norte, Gimi Nhunga,  60 por cento dos idosos foram diagnosticados com malária, doenças respiratórias leves, tuberculose, entre outras patologias.

Os cidadãos diagnosticados com estas doenças estão a beneficiar de assistência médica e medicamentosa gratuita e aqueles com doenças graves foram evacuados à cidade do Dundo para os devidos tratamento nos hospitais de referência.

Apoio

Sessenta famílias vulneráveis das localidades de Sacatangui e Chamussia, município do Lóvua, receberam produtos da cesta básica, acção promovida pelo Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) na Lunda Norte.

De acordo com o oficial de comunicação e imagem do escritório do ACNUR na Lunda Norte, Omotola Akindípe, as 60 famílias composta por 370 pessoas beneficiaram igualmente de máscaras de protecção e de aconselhamento médico sobre as medidas de prevenção.

O somatório dos casos positivos a nível do país corresponde a 259  casos positivos, 166 activos, sendo seis que requerem atenção especial da equipa médica, 83 recuperados e 10 óbitos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.