Rússia ultrapassa 9.000 mortes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Rússia registou nas últimas 24 horas mais 104 mortes por covid-19 e 6.791 novos infetados, elevando o total de mortos para 9.073 e mantendo-se como o terceiro país no mundo com mais casos, anunciaram hoje as autoridades.

“Durante o último dia foram registados 6.791 novos casos em 83 regiões do país, sendo que 2.198 destas pessoas (cerca de 32,4%) são assintomáticos”, revelou o gabinete de crise que faz a gestão da emergência sanitária naquele país, citado pela agência EFE.

O total de casos subiu para 634.437.

No principal foco do novo coronavírus na Rússia, na capital Moscovo, foram registados nas últimas 24 horas mais 717 casos, o número mais baixo dos últimos dois meses e meio, sublinharam as autoridades.

Assim, o número total de casos de covid-19 em Moscovo é de 220.071.

A capital da Rússia registou ainda 24 mortes nas últimas 24 horas devido ao novo coronavírus, o que elevou para 3.788 o número de mortes por covid-19 na capital, segundo revelaram dados oficiais.

Ao mesmo tempo, em Moscovo durante as últimas 24 horas tiveram alta 1.502 pacientes, enquanto o total de recuperados da infeção em todo o país ascende a 399.087 desde o início da pandemia.

A Rússia ocupa atualmente o terceiro lugar na lista dos países com mais contágios, superada pelos Estados Unidos e Brasil.

No país foram realizados mais de 19 milhões de testes para despiste do novo coronavírus.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 495 mil mortos e infetou mais de 9,87 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.