PM da Índia defende reforço da economia, país ultrapassa 16.000 mortos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O primeiro ministro da India, Narenda Modi, defendeu hoje que o seu país deve concentrar-se em reforçar a economia, quando o número de casos de covid-19 continuar a aumentar e o país ultrapassa as 16 mil mortes.

No domingo, a Índia registou 19.906 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, elevando o total para 528.859, com 16.095 mortes. De acordo com as informações, 309.713 pessoas recuperaram, refere a Associated Press.

Modi disse em entrevista a uma rádio que, durante o período pós-bloqueio, os indianos precisam de estar mais vigilantes em comparação com o bloqueio, e apenas a atenção pode salvá-los do coronavírus.

Uma vez mais, Narenda Modi pediu às pessoas que usassem máscara e observassem as normas sociais de distanciamento e outras precauções, ou então colocariam outras pessoas em risco, principalmente idosos e crianças em casa.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 498 mil mortos e infetou mais de 10 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.