Cinco casos positivos recebem assistência no Cuanza Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os cinco últimos casos da covid-19, quatro registados na sexta-feira e um hoje, sábado, na província do Cuanza Norte, estão a receber assistência médica numa das unidades de campanha desta região do país.

Os quatros primeiros casos da pandemia no Cuanza Norte foram transferidos para Luanda para tratamento, sendo que um deles faleceu.

Os pacientes sob cuidados médicos na segunda província afectada, além da capital do país, apresentam um quadro assintomático e estável, segundo a directora do Gabinete Provincial da Saúde, Filomena Wilson, que prestava hoje, sábado, declarações à imprensa.

Filomena Wilson fez saber que os indivíduos em tratamento são todos do sexo masculino e residentes em diversos bairros da cidade de Ndalatando, nomeadamente Boa Vista, Hoji-ya-Henda, Catome de Baixo e Catome de Cima.

Nestes pontos da cidade, apontou, já decorrem trabalhos para testagem massiva das pessoas que tiveram contacto directo com os casos positivos.

Referiu que, em consequência dos casos positivos anunciados, foram criadas cercas sanitárias em três zonas da urbe de Ndalatando, designadamente na Rua dos Índios (Tomás José Marques), bairros Sambizanga e Posse, onde foram colhidas 1.841 amostras, mantidas 1.600 famílias em quarentena domiciliar e transferidas 61 pessoas para quarentena institucional.

A responsável disse que o levantamento das referidas cercas sanitárias, que já duram mais de 10 dias, está dependente da recepção dos resultados do total das amostradas encaminhadas para análise nos laboratórios centrais em Luanda e da evolução dos casos ao nível local.

Na cidade de Ndalatando, capital do Cuanza Norte, foi criado um centro de quarentena e um hospital de campanha que congregam um universo de 70 camas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.