IURD: angolanos acusam brasileiros de tentar reaver Catedral do Morro Bento com recurso a armas de fogo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O porta-voz do movimento de bispos e pastores angolanos da Igreja Universal de Reino de Deus em Angola (IURDE) acusaram os pastores brasileiros de tentarem desalojar os pastores angolanos da Catedral do Morro Bento com recurso a armas de fogo.

De acordo com Jaime Inácio, nesta madruga, “por volta das 4:45, grupos armados, enviados pela parte brasileira, forcaram os portões dos templos do Patriota e do Morro Bento com intuito de imobilizar os pastores que estão dentro da igreja”.

A ação “culminou com alguns tiros e apreensão de 5 elementos na catedral do Morro Bento e um pastor brasileiro que estava a dirigir este grupo de marginais”, disse Jaime Inácio.

Segundo Jaime Inácio, os elementos estavam armados com armas de fogo, armas brancas e algemas “com intuito de anular os pastores que estão dentro dos templos”. Após a sua detenção “foram encaminhados à esquadra mais próxima e neste momento estão lá detidos”, disse.

De acordo com fontes policiais, dois pastores, um da ala angolana e outro da ala brasileira foram presos na sequência dos tumultos registados na madrugada de hoje.

O diretor do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação Provincial do Ministério do Interior, intendente Hermenegildo de Brito, disse à imprensa que a polícia foi chamada para intervir evitando que a situação de segurança pública fosse afetada.

De acordo com o oficial da corporação, ambos foram encaminhadas para uma das esquadras do sector do Rocha Pinto que remeteu já o processo ao Ministério Público.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.