Treinador italiano Carlo Ancelotti acusado de fraude fiscal em Espanha

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O técnico italiano Carlo Ancelotti foi hoje acusado pela Autoridade Tributária espanhola de uma fraude de um milhão de euros, devido a um contrato de direitos de imagem enquanto era treinador do Real Madrid, entre 2013 e 2015.

O fisco espanhol considera que, nesse período – e quando residia oficialmente no país -, o técnico, de 61 anos, pagou apenas 10% dos rendimentos de um contrato de direitos de imagem, e não os 45% exigidos pela lei, defraudando o Estado em 1.062.079 euros.

Em comunicado, a Autoridade Tributária espanhola explicou que Ancelotti, atualmente no Everton, terá usado uma “rede complexa de empresas sediadas em paraísos fiscais” com o objetivo de fugir ao fisco, cometendo assim fraude.

O italiano comandou o Real Madrid nas épocas de 2013/14 e 2014/15, tendo conquistado uma Liga dos Campeões e uma Taça do Rei de Espanha.

Este não é caso único em Espanha nos últimos anos, uma vez que o argentino Lionel Messi, do FC Barcelona, o espanhol Diego Costa, do Atlético Madrid, e os portugueses Cristiano Ronaldo e José Mourinho, quando ambos representavam o Real Madrid, passaram por situações idênticas, tendo resolvido os seus casos com multas pesadas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.