Mulher infetada fugiu do maior hospital de Cabo Verde

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Uma mulher infetada com o novo coronavírus fugiu hoje do isolamento no maior hospital de Cabo Verde, na cidade da Praia, tendo sido capturada instantes depois por agentes da Polícia Nacional (PN), constatou a agência Lusa.

A mulher, aparentemente entre 50 a 60 anos, fugiu do isolamento do Hospital Agostinho Neto por volta das 09:00 locais (11:00 em Lisboa) e, segundo testemunhas, quebrou os vidros do quarto particular, rompeu as grades e desatou a fugir pelas ruas do Plateau, centro histórico da cidade da Praia, e sem usar máscara.

Mas foi capturada instantes depois, na rua pedonal do Plateau, por dois agentes da Polícia Nacional (PN) de Cabo Verde, constatou a Lusa no local, já com algum aglomerado de pessoas, incrédulas com a situação.

Depois de alguma resistência, e de ter inclusive agredido os agentes policiais, a mulher, sempre aos gritos mas já com uma máscara cirúrgica, foi algemada e conduzida novamente ao espaço de internamento dos doentes com covid-19 no Hospital Agostinho Neto (HAN).

Instantes depois chegou ao local o diretor clínico do HAN, Victor Costa, que disse à Lusa que se trata de uma mulher com patologias do foro psiquiátrico, internada há cerca de cinco dias e que estava estável até hoje de manhã.

“Ainda de manhã estava tudo ok, e de repente descompensou”, afirmou o médico, sublinhando a “força terrível” da senhora na hora de fugir do isolamento.

“Felizmente foi apanhada. Já está controlada, sedada”, garantiu Victor Costa, adiantando que a paciente vai ser transferida agora para a psiquiatria do Hospital Agostinho Neto. 

Victor Costa disse que foi o próprio a acionar os agentes de serviço no banco de urgência do hospital, tendo já também contactado os seus “superiores”, bem como a delegada de Saúde da Praia, que lhes vai seguir de perto.

Questionado se a segurança no local vai ser reforçada, o diretor clínico disse que não vai ser preciso, visto que a mulher vai ser transferida para a psiquiatria.

A mulher é um dos 848 casos acumulados de covid-19 em Cabo Verde, que regista oito mortes, dois doentes foram transferidos para os seus países, 388 foram dados como recuperados e há 451 casos ativos em isolamento hospitalar. 

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 460 mil mortos e infetou mais de 8,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.