Abertura do espaço aéreo nacional depende das autoridades sanitárias – Ministro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O ministro dos transportes, Ricardo d’ Abreu disse que abertura do espaço aéreo nacional para voos domésticos e internacionais depende da autorização das autoridades sanitárias do país.

Ricardo d’ Abreu que falava em entrevista exclusiva à TPA, informou que para retoma dos voos domésticos tudo depende do levantamento da cerca sanitária de Luanda, enquanto para o internacional está dependente da evolução epidemiológica da covid-19.

“Nós temos duas condições, primeira condição para a realização dos voos domésticos, portanto, a abertura da transportação doméstica deverá ocorrer logo assim que a cerca sanitária de Luanda se levante”, disse.

Ricardo d’ Abreu fez saber que a transportação interprovincial já é permitida.

“Neste momento, nós já estamos a fazer a transportação interprovincial nos diferentes outros meios, por via ferroviária, os caminhos de ferro de Benguela e os caminhos de ferro de Moçâmedes”, disse o ministro, salientando “que só o caminho de ferro de Luanda é que tem limitações na transportação interprovincial”.

No domínio internacional, segundo o ministro “depende também das condições sanitárias ou epidemiológicas que persistirem”.

“O decreto conjunto prevê dia 30 de junho, mas sujeito a avaliação do nível epidemiológica, que a autoridade sanitária deverá confirmar”, concluiu.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.