Moçambique regista seis novas infeções e eleva total para 668

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais seis casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o acumulado de 662 para 668, e mantendo os quatro óbitos, anunciou fonte do Ministério da Saúde.

“Os casos reportados hoje são todos de cidadãos moçambicanos”, disse Rosa Marlene, falando durante a conferência de imprensa de atualização de dados sobre a pandemia, no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os novos casos registados estão distribuídos pelas províncias de Maputo (dois), Niassa (dois), Tete (um) e Cabo Delgado (um).

Dos seis novos doentes, dois são menores de 14 anos, estando todos em isolamento domiciliar.

“Neste momento decorre o processo de identificação de possíveis contactos”, acrescentou Rosa Marlene.

Do total de casos já registados, 605 são de transmissão local e 63 são importados, havendo também o registo de quatro óbitos e oito internados.

Dos oito doentes internados, prosseguiu Rosa Marlene, um necessita de cuidados intensivos e os restantes, entre os quais duas mulheres grávidas, têm sintomatologia leve a moderada, além de “boa evolução clínica”.

O Ministério da Saúde indicou ainda que 177 pessoas estão recuperadas.

Do total de 486 casos ativos de covid-19 em Moçambique, a província de Nampula lidera, com 205, seguida de Cabo Delgado, com 101, e cidade de Maputo, com 67, estando os restantes distribuídos pelas outras províncias do país.

Desde o anúncio do primeiro caso em Moçambique, em 22 de março, foram feitos 22.263 testes e foram submetidas a quarentena cerca de 18 mil pessoas das mais de um milhão rastreadas.

Um total de 2.237 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde moçambicanas.

Moçambique vive em estado de emergência desde 01 de abril, prorrogado por duas vezes até 29 de junho.

Estão em vigor várias restrições: todas as escolas estão encerradas, espaços de diversão e lazer também estão fechados, estão proibidos todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se à população que fique em casa.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 454 mil mortos e infetou mais de 8,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.