Cidadã que esteve em contacto com um dos casos positivos de Cuanza Norte, detida em Malanje

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Uma cidadã que violou a cerca sanitária de Luanda e esteve em contacto direto com um dos casos positivos registados na província do Cuanza Norte, foi detida em Cacuso, Malanje, informaram fontes policiais.

De acordo com a Polícia Nacional, em declarações à Rádio Nacional de Angola (RNA), a cidadã em causa, foi detida em Cacuso mas tinha a cidade de Malanje como destino.

A polícia informou ainda, sem precisar números, que outras pessoas igualmente provenientes de Luanda foram detidas na província.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, garantiu, nesta quarta-feira, que o governo vai punir todo aqueles que violarem a cerca sanitária.

“Não vamos poder aceitar que as pessoas furem a cerca sanitária. As pessoas vão ser punidas severamente”, disse a ministra.

“Ninguém que fure a cerca sanitária, apanhado, vai ficar impune, este é o primeiro ponto e é a mensagem que tem que ser passada”, reforçou.

Nesta terça-feira, foram registados os primeiros casos positivos de contaminação no Cuanza Norte, tratando-se três indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 34 e 61 anos de idade, sendo dois originários da África Ocidental e um de nacionalidade angolana, que violaram a cerca sanitária da província de Luanda.

Um deles, 61 de idade, que necessitava de cuidados especiais, acabou por falecer ontem, informou a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

Atualmente, o país regista 166 pessoas infetadas com o novo coronavírus, sendo 94 ativos, 64 recuperados, oito óbitos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.