Justiça portuguesa faz buscas em empresas ligadas a Isabel dos Santos no âmbito do Luanda Leaks

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As autoridades portuguesas realizaram buscas no âmbito da operação Luanda Leaks, onde estão a ser investigados os negócios da empresária angolana Isabel dos Santos, informou o Jornal ‘Público”, citando fontes da Procuradoria-Geral da República (PGR) de Portugal.

Segundo o canal de televisão SIC, esta quarta-feira, foram feitas buscas à várias empresas ligadas ao universo da empresária Isabel dos Santos, os alvos das buscas foram a residência de Jorge Brito Pereira, ex-advogado da empresária, o escritório de advogados Uría Menéndez e outros escritórios de pessoas ligadas a Isabel dos Santos.

“As investigações levadas a cabo pelo DCIAP, são coordenadas pelo procurador Rosário Teixeira estão relacionados com possíveis crimes praticados em Portugal e são independentes da colaboração que as autoridades portuguesas já prestaram ao processo de Angola”, avançou a SIC.

De acordo com a SIC, nos processos que correm em Portugal já terão sido “arrestados cerca de 350 milhões de euros que estavam na posse de Isabel dos Santos ou dos seus mais próximos colaboradores”, citando os nomes de Mário Leite da Silva (antigo braço-direito da empresária), Jorge de Brito Pereira (advogado), Sarju Raikundalia (antigo administrador da Sonangol) ou da sócia Paula Oliveira.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.