Embaixada em Portugal promove exposição virtual

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Uma exposição virtual com imagens de trabalhos de criadores angolanos vai ser inaugurada, quarta-feira (17 de Junho), pela Embaixada de Angola em Portugal.

Em declarações, nesta terça-feira,  à Angop, o Adido Cultural da Embaixada de Angola em Portugal, Luandino Carvalho, disse ser a primeira mostra do género e estará alojada no site www.embaixadadeangola.pt e ficará patente por tempo indeterminado.

Segundo Luandino Carvalho, a resposta ao desafio foi dada e confirmada por 32 criadores angolanos heterogéneos, plurais e com um denominador comum: a Arte em todas as facetas do mosaico angolano, do urbano ao rural, do triunfo da cor à nobreza de materiais telúricos, que dão à produção artística uma expressão que ultrapassa largamente as fronteiras de Angola e de África.

“Esta exposição é constituída por imagens das obras dos que responderam ao desafio”, referiu.

Para o diplomata, como a arte está longe de ser um dogma e a criação artística não sobrevive sem a harmonia ou os sinais da natureza, a exposição mostra de uma forma exuberante a oficina solitária do criador e as suas marcas, mais ou menos profundas, na engrenagem do tempo acorrentado a um confinamento inútil as técnicas e a inspiração, mas protectora da vida que todos queremos prolongar, viver em grande e esbanjar na paleta, nos materiais e nas ferramentas que guardam todas as cores, todas as formas, todas as ousadias.

Luandino Carvalho salientou que, dependendo da evolução da situação que o mundo vive, estão a equacionar a possibilidade de realizar numa galeria, uma exposição verdadeira com as obras físicas.

Além desta iniciativa na disciplina das artes plásticas, os Serviços Culturais e o Sector Consular da Comunidade têm acompanhado a situação de vários angolanos, mulheres e homens de cultura que têm estado a passar por momentos difíceis em Portugal.

Relembrou que esteve presente recentemente, em dois concertos/live de solidariedade dados, um pelos Irmãos Almeida e outro por Eddy Tussa e Yuri da Cunha.

Acrescentou que as redes sociais têm reduzido este distanciamento e a arte e a cultura têm sido um elixir para combater os efeitos nefastos a nível psicológico e social de cidadãos de todo o mundo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.