Doentes da covid-19 no Cuanza Norte transferidos em Luanda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os três doentes testados positivos da covid-19, na província do Cuanza Norte, foram transferidos no princípio desta noite para uma unidade hospitalar de referência em Luanda, onde vão ser tratados e acompanhados por especialistas do Ministério da Saúde.

A província do Cuanza Norte registou, na terça-feira, três casos positivos, envolvendo um angolano e dois cidadãos oeste africanos que furaram a cerca sanitária imposta em Luanda.

A transferência dos pacientes foi informada à imprensa, pela vice-governadora para o sector Político, Social e Económico da província do Cuanza Norte, Leonor Garibaldi, que realçou as acções que foram tomadas pelo Governo provincial no sentido de conter a propagação do vírus na região.

Entre as acções, ressaltou a imposição de cordão sanitário numa das zonas do bairro Sambizanga, periferia da cidade de Ndalatando, e na rua dos índios, no casco urbano, da mesma cidade, onde esses expatriados infectados pelo novo coronavírus viviam e exerciam as suas actividades comerciais.

Referiu que esses cidadãos cumpriam a quarentena domiciliar em Ndalatando, por violação da cerca sanitária imposta à cidade de Luanda, o que permitiu a colecta das amostras na semana passada, que “infelizmente resultaram em positivos”.

Acrescentou que decorrem neste momento trabalhos para a localização de possíveis contactos dos pacientes, visando a recolha de amostras para serem testados.

A vice-governadora apelou a calma e a responsabilidade dos cidadãos no sentido de evitar a propagação da doença, reforçando as medidas de segurança como a lavagem das mãos, uso da máscara e desinfecção das mãos com álcool em gel.

Advogou também o reforço das medidas de controlo nas fronteiras com as províncias vizinhas.

Enquanto isso, uma equipa de especialistas do Ministério da Saúde, constituídas por epidemiologistas, vigilantes, técnicos de cuidados intensivos, entre outros, começaram a trabalhar esta quarta-feira, em Ndalatando, no âmbito da luta contra a covid-19.

De acordo com a directora do Gabinete provincial do Cuanza Norte da Saúde, Filomena Wilson, esses especialistas vão trabalhar no reforço da capacidade das autoridades locais de resposta à pandemia.

As autoridades sanitárias locais realizaram, de Abril até à presente data, testes a 191 casos suspeitos, 39 dos quais resultaram negativos e três positivos.

As demais amostras encontram-se em processamento no laboratório central, em Luanda.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.