Uíge debate-se com escassez de sangue

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Hospital Provincial do Uíge debate-se com falta de sangue devido à ausência de doadores voluntários e familiares, afirmou neste domingo, a chefe da hemoterápia da instituição, Helena Matondo António.

Em declarações à imprensa, por ocasião do Dia Mundial do Doador de Sangue, que se assinala, a responsável apelou para a necessidade da sociedade valorizar a importância de doar sangue, “sobretudo para salvar crianças e grávidas, que são os utentes que mais necessitam dessa assistência”.

Salientou que, para além destes pacientes, existem também as vítimas de acidentes de viação, que acorrem à instituição sobretudo aos fins-de-semana, situação que tem sido minimizada com a ajuda de voluntários de associações juvenis e militantes jovens de partidos políticos.

“Este ano, a hemotérápia já realizou mais de mil transfusões, razão pela qual apelamos aos citadinos para, pelo menos, voluntariamente doarem uma vez por ano, para garantir sangue seguro todos os dias da semana”, acrescentou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.