Mais de 13 mil testes da covid-19 efetuados em Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governo angolano informou que desde março até à presente data, foram colhidas um total de 14. 374 amostras, sendo que 13. 642 foram processadas, enquanto 732 estão em processamento laboratorial.

Das amostras processadas, 13. 504 deram negativo e 138 foram positivo. Nas últimas 24 horas foram processadas 608 amostras, das quais oito positivas e 600 negativas.

Ontem, recuperaram 19 pessoas da pandemia, o maior número de sempre, totalizando 61 casos recuperados.

Dos casos positivos confirmados em Angola, 75 são de transmissão local e 63 são importados.

África superou ontem a barreira dos seis mil mortos por covid-19, registando 6.040, mais 284 que na sexta-feira, e conta mais de 225 mil infeções, segundo dados oficiais divulgados pela União Africana.

A África Austral tornou-se hoje a região com mais casos no continente, superando o Norte de África, ao registar 65.278 casos de infeção pelo novo coronavírus e 1.383 mortos.

A maioria dos casos desta região concentra-se na África do Sul, o país com os números mais elevados em todo o continente africano: 61.927 infetados e 1.354 mortos.

O Norte de África continua a liderar quanto ao número de mortes (2.514), contabilizando 63.552 infeções.

A África Ocidental regista 914 mortos e 48.504 infeções, a África Oriental tem 763 vítimas mortais e 25.144 casos, enquanto na África Central há 466 mortos em 22.627 infeções.

O Egito é o país com mais mortos (1.422) em 41.303 infeções, seguindo-se a África do Sul e depois a Argélia, com 751 vítimas mortais e 10.698 infetados.

Entre os países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções e mortes, com 1.460 casos, registando 15 vítimas mortais.

Cabo Verde tem 726 infeções e seis mortos e São Tomé e Príncipe contabiliza 659 casos e 12 mortos, segundo as autoridades locais.

Moçambique conta 653 doentes infetados e dois mortos e Angola tem 138 casos confirmados de covid-19 e cinco mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém há mais de uma semana 1.306 casos e 12 mortos, segundo o África CDC.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 427 mil mortos e infetou mais de 7,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.