Rússia com mais 134 mortos e quase 9.000 infetados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As autoridades russas anunciaram hoje que morreram 134 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, tendo registado quase 9.000 novos casos no sábado.

Enquanto noutros países da Europa o número de casos de pessoas infetadas tem sido bastante mais baixo, na Rússia aumentaram em 8.984, no período de um dia, noticia a Associated Press (AP).

O número de novos casos positivos tem-se situado próximo dos 9.000, por dia, desde meados de maio, e está em linha com os dados divulgados na semana passada, refere a AP, adiantando que o grupo de especialistas constituído para analisar e tomar medidas admite que o surto do vírus pode estar a atingir um planalto em termos de curva.

A pandemia da Covid-19 já provocou 400 mil mortos e infetou mais de 6,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (quase 110 mil) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,9 milhões).

Seguem-se o Reino Unido (40.465 mortos, quase 285 mil casos), o Brasil (35.930 mortes, mais de 672 mil casos), Itália (33.846 mortos, mais de 234.800 casos), França (29.142 mortos, mais de 190 mil casos) e Espanha (27.135 mortos, mais de 241 mil casos).

A Rússia, que contabiliza 5.859 mortos, é o terceiro país do mundo em número de infetados, depois dos EUA e do Brasil, com mais de 458 mil.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou a ser o que tem mais casos confirmados, embora com menos mortes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.