SIC investiga relação entre morte do inspetor-geral das Finanças e denúncias de gestão danosa no Kwanza Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) está a investigar a relação entre a morte do inspector-geral das Finanças do Kwanza Sul, Eduardo Rodrigues, de 35 anos, e denúncias de gestão danosa naquela prov´íncia.

Fontes policiais informaram que o Departamento de Crimes Contra as Pessoas, afeto ao Serviço de Investigação Criminal (SIC), está a trabalhar no sentido de encontrar os autores da morte de Eduardo Rodrigues e esclarecer a situação.

Eduardo Rodrigues foi morto a tiro, no dia 31 de Maio, por volta das 21 horas, no bairro Gesso, rua das Bombas Azul, Distrito Urbano do Kikolo, município do Cazenga, em Luanda, por dois indivíduos, não identificados, que se faziam transportar numa motorizada.

Ao que se sabe, Rodrigues Eduardo, veio a Luanda para prestar declarações no âmbito do processo que envolve o governador daquela província, Job Capapinha.

A investigação incide sobre um contrato assinado por Job Capapinha e um cidadão mauritano, proprietário de uma empresa constituída em 2018, em que se suspeita que o Estado tenha sindo lesado (sobrefaturado) no aluguer de duas viaturas para os vice-governadores provinciais, avaliadas em mais de 191 mil kwanzas (295 euros) por dia, para um período de um ano.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.