Motorista do INEMA condenado a dois meses de prisão correccional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O cidadão Eduardo Adolfo, detido segunda-feira (1) por alegada actividade de táxi, com uma ambulância do Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA), foi condenado hoje (quarta-feira) a dois meses de prisão correccional convertida em multa, pelo Tribunal da Comarca de Mbanza Kongo, província do Zaire.

O réu, motorista desta instituição de emergências médicas na região, foi detido no troço que liga Mbanza Kongo a comuna de Madimba, com quatro passageiras a bordo, efectuando serviço de táxi.

De acordo com o veredicto, o réu deverá pagar uma multa de 40 kwanzas/dia, durante dois meses.

O INEMA na província do Zaire está implantado apenas na cidade de Mbanza Kongo, onde controla cinco ambulâncias. A instituição funciona com 12 técnicos entre médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.