Minfin informa a credores medidas adoptadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Ministério das Finanças (Minfin) está a actualizar informações aos credores do Estado sobre as recentes medidas adoptadas para fazer face às pressões macroeconómicas, causadas pela pandemia da covid-19 e pela queda do preço do petróleo.

Na sequência das já anunciadas reformas da administração pública e dos ajustamentos orçamentais, o Ministério das Finanças diz encontra-se actualmente em fase avançada de negociações com alguns dos seus parceiros importadores de petróleo para reprogramar as facilidades de financiamento, de modo a melhor reflectir o actual ambiente de mercado e as quotas de produção da Organização de Países Produtores de Petróleo (OPEP).

De acordo com uma nota da Unidade de Gestão da Dívida Pública (UGD) a que a Angop teve acesso nesta quarta-feira, o Ministério espera concluir as negociações num futuro muito próximo e garante condições mutuamente vantajosas para todas as partes
envolvidas.

Por outro lado, em consulta com o FMI, o Ministério das Finanças decidiu recorrer a iniciativa de Suspensão da Dívida do G20 (G20/DSSI) no sentido de negociar com os seus pares soberanos a paralisação do serviço da dívida em empréstimos bilaterais.

O Ministério das Finanças espera que DSSI alivie a pressão financeira e permita a liberalização de fundos para combater o efeito da Covid-19 em Angola nos próximos meses.

As medidas adoptadas com a cooperação do FMI e outros parceiros multilaterais permitem ao país estar no caminho certo, para garantir a ajuda de emergência necessária para 2020 e a estabilidade macrofinanceira a longo prazo para os anos seguintes.

Ministério das Finanças diz que não prevê a necessidade de prosseguir com a renegociação de dívida com os credores para além das já em curso.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.