Reino Unido registou mais 324 mortes, quase o triplo do dia anterior

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Reino Unido registou mais 324 mortes nas últimas 24 horas, quase o triplo do dia anterior, fazendo o total de óbitos durante a pandemia covid-19 subir para 39.369 pessoas, informou hoje o ministério da Saúde.  

O número de casos de contágio aumentou em 1.613 num dia, para 277.985.

Os valores têm variado todos os dias e podem ter discrepâncias pelo atraso dos registos administrativos das mortes durante o fim-de-semana.  

Mas na segunda-feira o ministro da Saúde, Matt Hancock, congratulou-se por terem sido registadas 111 mortes relativamente ao dia anterior, o número mais baixo desde o início do confinamento, a 23 de março. 

“Continuamos a fazer progressos na redução de casos e estamos a controlar o vírus”, reivindicou. 

Estatísticas oficiais publicadas hoje estimam que a mortalidade é maior, mais de 48.000 pessoas no Reino Unido, incluindo casos suspeitos e confirmados. 

Os números divulgados semanalmente pelo instituto de estatísticas britânico ONS diferem dos balanços diários do Governo, que só contabiliza as mortes de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus. 

O ONS confirmou uma melhoria da situação em Inglaterra e no País de Gales, indicando que foram registadas 2.589 mortes na semana que terminou em 22 de maio nestas duas regiões, o valor mais baixo em sete semanas. 

Os dados do ONS determinaram também 62.000 mortes em excesso em comparação com a média dos últimos cinco anos em todo o Reino Unido desde o início da pandemia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 375 mil mortos e infetou mais de 6,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,6 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.436 pessoas das 32.895 confirmadas como infetadas, e há 19.869 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.