Ministério da Construção intervém na EN-230

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Seis empresas foram contratadas para intervirem na Estrada Nacional EN-230, que liga Luanda às províncias do Leste de Angola, anunciou, na segunda-feira, o governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala.

O governante, que não avançou pormenores (data do inicio das obras, quilometros por asfaltar, verbas alocadas e outros aspectos sobre a empreitada), respondia as inquietações dos líderes das organizações juvenis locais durante um encontro de auscultação promovido pela plataforma juvenil Juventude Informada, Responsável e Organizada (JIRO).

Disse que a prioridade para a Lunda Norte, nesta empreitada, será a conclusão dos 26 quilometros que dá acesso a Estrada Nacional 230, que liga, igualmente, a província a Luanda.

Relativamente ao pavilhão multiuso projectado para três mil e 40 lugares, dos quais 2.900 nas bancadas e 140 nos camarotes, numa área de 3,5 hectares, cujas obras, com um grau de execução de 65 por cento, estão paralisadas há mais de quatro anos, por questões financeiras, disse que o reinicio aguarda por disponibilidade financeira.

Informou que o projecto, inicialmente do Ministério da Juventude e Desportos, foi  transferido para o governo local, que prevê reinscreve-lo no próximo Orçamento Geral do Estado.

O valor global da empreitada é de 12 milhões de dólares.

Ainda sobre o desporto, respondeu aos jovens que para mitigar a escassez de espaços, todos os projectos de construção de escolas em curso, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção aos Municípios (PIIM), contemplam quadras desportivas.

Sobre os apoios a Brigada Jovem Solidários, assegurou que as unidades sanitárias de referência e orçamentadas estão orientadas a separar 1% da sua quota orçamental, para apoiar com alimentação e outros meios necessários, aos dadores de sangue filiados nesta organização.

Quanto ao empreendedorismo, aconselhou os jovens a formarem-se profissionalmente primeiro, para posteriormente aderirem aos vários projectos do Governo, sobretudo na cedência de créditos.

No final do encontro, os jovens encorajam o governo a continuar a incentivar o turismo, bem como a alargar a rede escolar e sanitária.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.