Construtoras portuguesas limitam empresas chinesas em Angola – Fitch Solutions

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A consultora Fitch Solutions considerou hoje que a forte ligação das empresas de construção portuguesas e brasileiras em Angola impede que as construtoras chinesas, que valem quase um terço do mercado, tenham uma presença ainda mais significativa.

“O setor da construção em Angola revela uma presença significativa de empresas chinesas e portuguesas, com as chinesas a terem quase um terço (31%) dos principais projetos de construção, enquanto as portuguesas têm 14% e as brasileiras 10%”, a mesma percentagem que têm as japonesas e as sediadas em Hong Kong, lê-se numa análise da Fitch Solutions ao setor da construção em Angola.

No relatório, enviado aos clientes e a que a Lusa teve acesso, os analistas desta consultora detida pelos mesmos donos da agência de notação financeira Fitch Ratings escrevem que “em 35 mercados da África subsaariana, as construtoras chinesas têm uma média de 41%, o que mostra que, apesar de significativa, os 31% em Angola colocam os chineses abaixo da média regional, o que deve acontecer devido à forte presença das empresas portuguesas e brasileiras nesta indústria em Angola”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.