Esposa do polícia que matou George Floyd pede divórcio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A esposa do polícia que matou George Floyd, Kellie Chauvin, entrou com um processo de divórcio para se separar de Derek Chauvin, informou a CNN.

Num comunicado de imprensa divulgado pelo seu advogado, citado pela CNN, Kellie Chauvin disse estar arrasada com a morte de George Floyd, que morreu no início desta semana enquanto estava sob custódia da polícia.

Derek Chauvin, esposo, apareceu num vídeo gravado por transeuntes quando deteve Floyd, 46 anos, em que se consegue observar uma perna do agente da polícia a pressionar o pescoço de vítima, que se queixava insistentemente que não conseguia respirar.

Um tribunal norte-americano acusou hoje o agente Derek Chauvin de assassínio de terceiro grau e de homicídio involuntário pela morte, segunda-feira, George Floyd na altura em que o deteve em Minneapolis, no Estado de Minnesota.

As acusações foram feitas pelo procurador do condado de Hennepin, Mike Freeman, e surgem pouco depois da detenção de Chauvin.

Kellie chauvin ofereceu os seus mais profundos sentimentos de pesar a família enlutada.

“As minhas sinceiras condolências à família [de Floyd], seus entes queridos e todos os que estão a sofrer com essa tragédia”, diz o comunicado.

O comunicado não revela há quanto tempo ela está casada com Derek Chauvin ​​e se o pedido de divórcio foi motivado pelo incidente desta semana.

Kellie Chauvin nasceu em Laos em 1974 durante o período de guerra. Em 1977, a sua família fugiu para a Tailândia por motivos de segurança, onde moravam num campo de refugiados, informou a Associated Press. Em 2018, ela foi eleita “Miss Minnesota”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.