Naomi Osaka destrona Serena e torna-se na atleta feminina mais bem paga da história

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Naomi Osaka, filha de um haitiano e de uma Japonesa, de 22 anos de idade, foi considerada, este ano, pela revista Forbes como a atleta feminina mais bem paga da história.

De acordo com a revista, “Osaka faturou US$ 37,4 milhões nos últimos 12 meses com prémios e parcerias; US$ 1,4 milhão a mais que Serena, estabelecendo um recorde de ganhos de todos os tempos para qualquer atleta feminina num único ano. Maria Sharapova detinha o título anterior com US$ 29,7 milhões em 2015”.

Ainda segundo a revista Forbes, Osaka e Serena williams estão entre os 100 atletas mais bem pagos do mundo, respetivamente na 29º e na 33ª posição.

A revista escreve que é pela primeira vez “desde 2016 que duas mulheres fazem parte deste ranking”.

Em 2014, ela tornou-se profissional, um mês antes do seu aniversário de 16 anos. A tenista entrou no top 40 do ranking WTA, a Associação de Tênis Feminino, em 2016 e conquistou o seu primeiro título em março de 2018 no torneio de Indian Wells. Em 2018 e 2019 venceu respetivamente o US Open e o Australian Open, tornado-se na primeira jogadora japonesa a vencer um Slam e a primeira tenista asiática a ser classificada como a número 1 do mundo.

Naomi Osaka destrona assim Serena Williams do trono, tendo sido a atleta feminina mais bem paga do mundo nos últimos quatro anos, com uma renda anual antes dos impostos que varia de US$ 18 milhões a US$ 29 milhões. Serena que já ganhou 23 Grand Slams, “arrecadou quase US$ 300 milhões durante a sua carreira a partir de patrocínios que enriqueceram a estrela de 38 anos”, escreve a Forbes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.