Angola contraria projeções sobre evolução da pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As autoridades sanitárias angolanas têm dado respostas eficazes na prevenção da covid-19 no país, contrariando as projeções que apontavam para uma evolução rápida da doença no território nacional, considerou hoje (quarta-feira), o arcebispo de Malanje, Dom Benedito Roberto.

“Conseguimos vencer etapas e confundir os que pensavam que, a esta altura, teríamos mortes às centenas”, disse o prelado, que falava à Angop, sobre o cumprimento das medidas de segurança durante o Estado de Calamidade Pública.

O Guardião
arcebispo de Malanje, Dom Benedito Roberto

Dom Benedito Roberto lembrou que, após três prorrogações consecutivas do Estado de Emergência, etapas “vencidas” com o engajamento dos angolanos, o governo adoptou, a partir de 26 do corrente mês, o Estado de Calamidade Pública, o que na sua óptica configura uma medida acertada, porquanto vai permitir a retoma progressiva à normalidade, sempre dependendo da evolução do novo coronavírus.

O prelado sublinhou a importância dos cidadãos interpretarem de forma correcta o referido diploma legal, de modo a evitar-se atropelos que facilitem a propagação do vírus, sendo por isso importante a consolidação do que já se conseguiu em termos de prevenção contra a pandemia.

“Cada cidadão deve ser exigente consigo próprio, cumprindo as medidas preventivas que têm sido transmitidas pelas autoridades sanitárias”, pediu o arcebispo, alertando que o vírus é real, pelo que não se deve descurar as medidas profilácticas.

Angola somava o 73 casos de infecção pela covid-19, com quatro óbitos, 18 recuperados e 51 activos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.