Pesquisadores no Quénia procuram 400 voluntários para testar vacina contra covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Pesquisadores no Quénia estão a solicitar 400 voluntários para participarem no teste de uma potencial vacina contra o coronavírus lançada pela Universidade de Oxford, noticou a BBC.

De acordo com a Kemri-Wellcome Trust, citada pela BBC, todos os participantes devem ser profissionais de saúde que moram na cidade costeira de Mombasa e na cidade vizinha de Kilifi, onde o teste será realizado.

A mesma vacina, denominada ChAdOx1 nCoV-19, já está a ser testada em mais de 1.000 voluntários no Reino Unido.

Na esperança de conseguir apoio suficiente no Quénia, a Kemri-Wellcome Trust recrutou o Instituto de Pesquisa Médica do Quénia para ajudar na busca de participantes.

Houve controvérsia em torno dos testes de vacinas em África, mas os pesquisadores enfatizaram que a aprovação regulatória será solicitada antes do início de qualquer estudo.

A KEMRI-Wellcome Trust informou que a participação do Qu´´enia é crucial para que a vacina seja adequada para uso no continente.

A KEMRI-Wellcome Trust é uma unidade de pesquisa em saúde de renome mundial. O programa foi formado em 1989, quando o Instituto de Pesquisa Médica do Quénia formou uma parceria com o Wellcome Trust e a Universidade de Oxford. A programa tem 100 cientistas pesquisadores e 700 trabalhadores administrativos no Quénia e Uganda.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.