Defesa de opositor da Costa do Marfim recorre para a União Africana, UE e ONU

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O opositor da Costa do Marfim Guillaume Soro vai recorrer às instâncias internacionais para fazer respeitar a decisão do Tribunal Africano dos Direitos Humanos de suspensão do mandado de detenção de que é alvo, anunciou a defesa.

A informação é avançada, em comunicado divulgado nas redes sociais de Soro, pelos advogados do também declarado candidato às eleições presidenciais marcadas para outubro na Costa do Marfim.

O Tribunal Africano dos Direitos Humanos e dos Povos, de que a Costa do Marfim faz parte, ordenou, em 22 de abril, às autoridades do país que suspendessem o mandado judicial contra Guillaume Soro e mandassem libertar 19 seus apoiantes e familiares, detidos desde dezembro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.