Polícia Fiscal e Capitania reforçam buscas na barra do Kwanza

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Polícia Fiscal e a Capitania do Porto de Luanda juntaram-se aos bombeiros nas operações de localização e resgate do jovem desaparecido, no domingo, na foz do rio Kwanza, município de Belas.

A operação inclui também o uso de helicópteros da Força Aérea, em diferentes zonas da região.

O porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Faustino Minguês, disse à Angop que as buscas continuam hoje, terça-feira, no segundo dia consecutivo, com a previsão do aumento do raio de acção.

Entretanto, o especialista em naufrágio e resgate no mar, Mário Augusto, afirma que devido a especificidade da foz, caracterizado pela agitação das águas do rio e do mar, a operação  é delicada e difícil.

Nestes casos, disse, se houver morte o corpo pode ser arrastado para mais de 20 milhas do local da tragédia.

Recordou na obediência a normas técnicas que preveem cinco dias para acções de buscas e salvamento em casos de naufrágios e outras ocorrências aquáticas.

O jovem, de 23 anos de idade, estava a bordo de uma embarcação, na companhia de quatro amigos, quando o motor do mesmo avariou. Devido as fortes ondas, os ocupantes foram projectos.

Os outros ocupantes conseguiram salvar-se da situação  por usarem coletes salva-vidas. O jovem desaparecido, segundo relatos dos companheiros, era o único sem o equipamento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.