Dois mortos em tumulto entre polícia e religiosos no norte de Moçambique

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Duas pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em tumultos após as autoridades interromperem a celebração do fim do Ramadão devido às restrições do estado de emergência face à covid-19 na província de Niassa, disse hoje fonte policial.

O incidente ocorreu na segunda-feira quando cerca de 200 pessoas tentaram vandalizar um posto da polícia em Lichinga, capital provincial, após as autoridades terem proibido o grupo de celebrar o fim do Ramadão numa mesquita local em cumprimento das regras do estado de emergência, disse hoje à Lusa Alves Mathe, porta-voz da polícia moçambicana em Niassa, Norte de Moçambique.

“Na tentativa de vandalizar o posto, a polícia foi obrigada a efetuar disparos para o ar e cinco pessoas foram atingidas por balas perdidas”, tendo resultado em dois óbitos, disse Alves Mathe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.