Vídeo: Pastor que alegou curar coronavírus com as mãos, morreu de covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um pastor e ex-candidato à presidência nos Camarões, que alegou ter curado o coronavírus com as mãos, morreu vítima da covid-19, informou à Voz da América.

Frankline Ndifor de 39 anos de idade, morreu neste sábado (16), em Duala, capital económica dos Camarões, menos de uma semana depois de lhe ter sido diagnosticado a covid-19, disse a Dra. Gaelle Nnanga, uma médica camaronesa citada pela VOA.

Segundo a Dra. Gaelle Nnanga, citada pela VOA, “alguns membros da Igreja de Ministérios Internacionais, fundada por Ndifor, descobriram que o pastor estava em agonia e com dificuldades respiratórias, chamaram assistência médica e 10 minutos depois da chega da equipa médica, acabou por morrer”.

“A polícia dos Camarões teve de usar força para entrar na residência de Ndifor para retirar o seu corpo, porque os seus fiéis acreditavam que Ndifor não estava morto, mas sim num retiro espiritual com Deus e que a qualquer momento poderia voltar”, escreve à VOA.

Ndifor morreu e foi enterrado no mesmo dia em frente sua residência por trabalhadores da equipa de resposta COVID-19 dos Camarões em Douala.

Na manhã deste domingo (17), centenas de seguidores cantavam ao redor da sua residência para que ele ressuscitasse.

Ndifor tinha a reputação de curador de milagres e foi candidato nas eleições presidenciais dos Camarões em 2018, emergindo em sétimo dos nove candidatos, com 23, 687 votos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.