Angola prevê criar três novas áreas de conservação ambiental

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola perspectiva a criação de novas áreas de conservação na Floresta da Kumbira, Serra do Pingano, Morro do Moco, e a primeira área de conservação marinha, nas províncias do Cuanza Sul, Uíge, Huambo e Namibe.

Segundo o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, em nota enviada à ANGOP, no âmbito do Dia Internacional da Biodiversidade, o país tem levado acabo projectos que contribuem para actualização e conhecimento da biodiversidade de Angola e sua conservação.

Entre os projectos, o departamento ministerial destaca a criação de três áreas de conservação terrestre nos Parques Nacionais do Maiombe, Mavinga e Luengue-Luiana, aumentando de 6,6 por cento para 13 por cento a área conservada.

Relativamente a herpetofauna, foram registadas mais de 400 espécies, distribuídas em 117 de anfíbios e 278 de répteis, onde 36 espécies são endémicas e sete novas espécies ciência (seis répteis e um anfíbio).

Em relação a data, afirma que serve para lembrar a sua importância no planeta e chamar a atenção para as devastadoras perdas de espécies insubstituíveis em benefício dos seres humanos. 

O 22 de Maio visa consciencializar a população mundial sobre a importância da diversidade biológica, além da necessidade da sua protecção em todos os ecossistemas do planeta.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.