Governo aguarda resposta de Portugal sobre os casos positivos saídos de Angola

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola continua a aguardar pela resposta das autoridades portuguesas sobre a possibilidade de cidadãos deste país europeu, saídos de Angola no âmbito dos voos humanitários, terem, alegadamente, testados positivo para a covid-19.

“Lamentamos, mas, ainda, não temos resposta. Este é um processo burocrático e que pode demorar um pouco, devido a questões diplomáticas, porém é do nosso interesse saber, o mais rápido possível, desta informação, para tomarmos certas medidas. Continuamos a pressionar as autoridades portuguesas”, disse.

Passados três meses desde os dois primeiros casos positivos, Angola contabiliza 58 cidadãos infectados (incluindo estrangeiros), dos quais três resultaram em óbito, 17 recuperados e 38 casos activos (clinicamente estáveis), sendo 31 de transmissão local.

Em Portugal, morreram 1.263 pessoas das 29.660 confirmadas como infetadas, e há 6.452 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde de Portugal.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 325 mil mortos e infetou quase cinco milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou agora a ser o que tem mais casos confirmados (cerca de 2,2 milhões contra mais de 1,9 milhões no continente europeu), embora com menos mortes (mais de 130 mil contra mais de 169 mil).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.