Ruanda tem Robôs para rastrear pacientes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Cinco robôs humanóides foram entregues ao Ruanda, onde ajudarão na triagem de coronavírus, fornecerão alimentos e medicamentos aos pacientes, além de atuarem como links de videoconferência entre pacientes e médicos.

Cada robô recebeu um nome Ruandês – Akazuba, Ikizere, Mwiza, Ngabo e Urumuri.

Seu principal objetivo é reduzir a exposição dos profissionais de saúde a pacientes com a covid-19, disse o ministro da Saúde do Ruanda, Daniel Ngamije, à BBC.

“Precisamos de robôs adicionais para outras tarefas, como desinfecção de espaços públicos, e estamos a trabalhar para obtê-los”, acrescentou.

Os robôs são fabricados por uma empresa sediada na Bélgica. O ministério da saúde do Ruanda diz que as unidades têm várias habilidades, incluindo:

  • Triagem de 50 a 150 pessoas por minuto;
  • Registo e armazenando dados de pacientes;
  • Alertando os profissionais de saúde para anormalidades;
  • Aviso às pessoas que não estão usando marcas ou que estão usando indevidamente.

Ruanda possui duas instalações de tratamento para covid-19 – uma na periferia da capital, Kigali, e a outra na cidade de Nyamata, no sudeste.

O Ministério da Saúde diz que existem 297 casos confirmados no país, 203 recuperações e nenhuma morte.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.