EUA ultrapassaram hoje a barreira dos 90.000 mortos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os Estados Unidos da América (EUA) ultrapassaram hoje os 90.000 mortos e mais de 1,5 milhões de pessoas infetadas por covid-19, de acordo com o último balanço feito pela Universidade Johns Hopkins.

Segundo esta instituição, sediada em Baltimore, Maryland, citada pela agência France-Presse (AFP), morreram mais 10.000 pessoas na última semana nos Estados Unidos.

O estado de Nova Iorque é responsável por quase um terço do total de mortes associadas à pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), com mais de 28.300 óbitos, sublinha a Universidade Johns Hopkins.

A Universidade Johns Hopkins adianta que já foram realizados 11,5 milhões de testes em todo o país e que cerca de 272.000 pessoas já são consideradas curadas.

De acordo com a Universidade de Massachusetts, os EUA deverão chegar às 112.000 mortes até 06 de junho, previsão baseada em 20 modelos epidemiológicos produzidos.

Contudo, segundo a plataforma de estatísticas ‘Worldometer’, países como a Itália, Espanha, Reino Unido, França, Bélgica e a Suécia registaram mais óbitos por milhão de habitantes.

A nível global, segundo o último balanço feito pela AFP, a pandemia já provocou a morte a pelo menos 316.000 pessoas e infetou mais de 4,7 milhões em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.