Rússia regista mais 10 mil novos casos nas últimas 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Rússia registou hoje mais de 10.000 casos de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença covid-19, no dia em que Moscovo lançou uma grande campanha de testes para tentar estabelecer a prevalência de anticorpos na população.

Foram identificados 10.598 novos casos nas últimas 24 horas na Rússia, o que perfaz um total de 262.843 pessoas infetadas pelo novo coronavírus no país.

Desde 03 de maio, a Rússia regista mais de 10.000 casos adicionais diariamente, com exceção de quinta-feira, quando foram identificados 9.974 novos casos.

A mortalidade na Rússia permanece baixa em comparação com outros países, com 2.418 vítimas registadas oficialmente.

As autoridades russas dizem que o aumento no número de casos em maio é explicado pela multiplicação de testes realizados – 6,4 milhões de acordo com a contagem da quinta-feira – e não por uma aceleração da pandemia.

Desde Hoje, Moscovo, no epicentro da epidemia de novos coronavírus na Rússia, também está a lançar uma campanha maciça de triagem para tentar estabelecer o nível real de contaminação e a presença de anticorpos dentro da população para uma hipotética imunidade de grupo.

Afetada após a Europa Ocidental, a Rússia garante que a sua baixa mortalidade se deve, em especial, a medidas preventivas, como triagem em massa, reorganização de serviços hospitalares ou isolamento de populações em risco.

A Rússia conta as mortes cuja causa principal é a doença covid-19, enquanto outros países contam todas as mortes de pacientes positivos para o novo coronavírus.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou quase 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.184 pessoas das 28.319 confirmadas como infetadas, e há 3.198 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.