Mais três casos em Moçambique e total passa para 107

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O número de casos registados oficialmente de infeção pelo novo coronavírus em Moçambique subiu, nas últimas 24 horas, de 104 para 107, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

“Trata-se de três cidadãos moçambicanos, um com sintomatologia leve e dois sem sintomatologia, e estão todos em isolamento domiciliar”, declarou a diretora de Saúde Pública, Rosa Marlene, na atualização de dados no Ministério da Saúde sobre a pandemia.

Os três novos doentes têm 29, 34 e 40 anos e um deles faz parte de um grupo de moçambicanos recentemente repatriado da África do Sul.

“Neste momento, estamos a mapear a rede de contacto destas três pessoas”, acrescentou Rosa Marlene.

Desde o anúncio do primeiro caso em Moçambique, em 22 de março, o país testou um total de 4.740 suspeitos, dos quais 359 nas últimas 24 horas.

Dos casos positivos, 95 são de transmissão local e 12 são importados, tendo um total de 35 pessoas já recuperadas.

A província de Cabo Delgado regista o maior número de casos, com 74, a cidade de Maputo tem 20, a província de Maputo segue com oito, Sofala registou quatro e Inhambane tem um.

O país, sem registos de óbitos, vive em estado de emergência desde 01 de abril e até final de maio, com espaços de diversão e lazer encerrados, proibição de todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se à população que fique em casa, se não tiver motivos de trabalho ou outros essenciais para tratar.

Durante o mesmo período, há limitação de lotação nos transportes coletivos com obrigatoriedade do uso de máscaras, as escolas estão encerradas e a emissão de vistos para entrar no país está suspensa.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 292 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.