Luanda precisa de mais de quatro mil autocarros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Quatro mil e quinhentos autocarros são precisos para atender às necessidades da mobilidade urbana de Luanda, informou nesta terça-feira fonte do Governo provincial.

Segundo a mesma fonte, antes da entrada dos 88 novos autocarros, de um total de 220, a província de Luanda contava, apenas, com 170 veículos de todas as empresas de Transportes Rodoviários Regulares Colectivos Urbanos de Passageiros.

A fonte informou que, em breve, entram em funcionamento mais 115 autocarros, uma vez que as formalidades legais e o processo de legalização já estão em curso, o que permitirá a abertura de 43 novas rotas operadas pelas seguintes empresas:

Angoaustral: Gamek (Maianga)/São Paulo, Vila de Viana/Centralidade do Sequele, Cacuaco/Viana.

Rosalina Express: Benfica/Ramiros, Benfica/Capalanca (Viana), Benfica/Centralidade do Kilamba, Zango Zero/Zango Cinco, Vila de Viana/Zango 0.

CamCon: Vila de Viana/Centralidade do 44, Centralidade do Kilamba/Golf 2, Calemba 2/Benfica.

As empresas Macon e Strang também foram contempladas e irão fazer as rotas Kilamba – Viana, Nova Vida – Largo das Escolas, Avó Kumbi – Gamek, Shoprite – Benfica – Largo Lumeje – Benfica, Avó Kumbi – Baleizão, Largo das Escolas – Golf 2, Vila de Viana – Catete, Vila de Viana – Cacuaco e Zango 1- Cacuaco.

Os meios fazem parte dos 220 autocarros que o Governo de Luanda recebeu do Ministério dos Transportes, para reforçar a frota urbana da capital do país, sendo os bilhetes comercializados ao preço de 50 Kwanzas, segundo Jovino Santana, chefe do departamento de Transportes do gabinete provincial de Tráfego e Mobilidade de Luanda.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.