Nova Iorque anuncia morte de três crianças por doença associada ao vírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou hoje que duas crianças e um adolescente morreram devido a complicações da covid-19 que incluem problemas de coração e inchaço nos vasos sanguíneos.

Andrew Cuomo anunciou mais duas mortes, a de uma criança de 7 anos e um adolescente, depois de na sexta-feira ter reportado o óbito de uma criança de 5 anos num hospital nova-iorquino. Não há provas de que tenha sido a covid-19 a desencadear o síndrome de Kawasaki, uma doença inflamatória rara, que já foi diagnosticado em 73 crianças em Nova Iorque, de acordo com a agência de notícias norte-americana AP.

Cumo disse que as crianças testaram positivo para a covid-19, mas não evidenciaram os sintomas normalmente associados à doença quando foram hospitalizadas.

“Esta é a última coisa que precisamos, com tudo o que se passa, com toda a ansiedade, é que os pais tenham de se preocupar se as suas crianças estão ou não infetadas”, disse Cuomo no encontro diário com a imprensa.

O Estado de Nova Iorque está a ajudar a desenvolver um critério nacional de identificação do síndrome, a pedido do Centro para Controlo de Doenças, acrescentou o governador.

Nos Estados Unidos da América, várias crianças foram hospitalizadas com esta doença, que também já foi registada na Europa, mas os médicos continuam a acreditar que a maioria das criançs com covid-19 vão desenvolver apenas sintomas ligeiros.

Pelo menos 3 mil crianças são diagnosticadas anualmente com a doença de Kasawaki, que é mais comuns em rapazes com menos de seis anos.

Os sintomas incluem febre prolongada, fortes dores abdominais e dificuldades respiratórias.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 274 mil mortos e infetou mais de 3,9 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.