Itália com 194 óbitos e pouco mais de 1.000 novos casos nas últimas 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Itália registou 194 óbitos associados à covid-19 e pouco mais de 1.000 novos casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, dados que continuam a apontar para uma desaceleração dos contágios, foi hoje divulgado.

Segundo os dados da Proteção Civil italiana, o país totaliza 30.395 vítimas mortais desde o início da crise sanitária no país em 21 de fevereiro.

Com o registo de 1.083 novos casos nas últimas 24 horas, o número total de infetados no país ascende aos 218.268.

Em relação aos casos positivos e ativos neste momento no país, a Proteção Civil italiana contabiliza um total de 84.842, menos 3.119 casos face ao dia anterior.

Destes casos ativos, 1.034 pessoas encontram-se em unidades de cuidados intensivos, um decréscimo de 134 pacientes em comparação aos dados anteriores.

O número de pessoas consideradas recuperadas e curadas subiu para 103.031, um aumento de 4.008 pessoas em relação ao dia anterior, referiram os mesmos dados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias France Presse (AFP), a pandemia da doença covid-19 já provocou mais de 274 mil mortos e infetou mais de 3,9 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Face a uma diminuição de novos doentes em cuidados intensivos e de contágios, vários países começaram a desenvolver planos de redução do confinamento e em alguns casos a aliviar diversas medidas.

Itália iniciou, a 04 de maio, uma retoma gradual de algumas atividades económicas.

Na segunda etapa do alivio do confinamento está prevista a abertura de mais lojas e museus, para o dia 18 de maio, e no dia 01 de junho será a vez de restaurantes, bares, cabeleireiros e empresas similares.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.