Enfermeiros recebem formação em cuidados Intensivos para doentes críticos com COVID-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Sessenta e cinco profissionais de enfermagem especializados estão desde hoje (terça-feira), em Luanda, a beneficiar de formação para integrarem as equipas a nível dos Centros e hospitais de tratamento da covid-19.

Durante abertura da formação no hospital do Prenda, a Ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, referiu que a intenção é capacitar os profissionais de enfermagem em cuidados intensivos, para reforçar as equipas multidisciplinares de combate à covid-19, em matéria de diagnóstico e tratamento de doentes com essa patologia.

“Posteriormente a formação, a mesma será replicada em cascata para os enfermeiros não intensivistas de todas as províncias do país”, referiu.

Neste âmbito, avança a ministra, o ministério organizou várias formações em todo o país, dentre as quais para médicos, técnicos de diagnóstico, condutor de ambulância, auxiliar de limpeza e agentes de segurança.

Sílvia Lutucuta reconheceu que o país enfrenta um grande desafio com a quantidade e qualidade de recursos humanos especializados para o tratamento de pacientes diferenciados.

“Precisamos de transformar esta situação em oportunidade para todos os serviços de saúde pública, privado e militar, para que possamos estar alinhados no sentido de assegurar melhor serviço ao povo a qualquer circunstância”, disse.

Durante os dois dias de formação, com formadores angolanos, os profissionais vão ter contacto com matérias relacionadas com a montagem de unidade do doente crítico com covid-19, cuidados e enfermagem na monitorização e manejo do ventilador, monitorização e perdas hídricas, bem como manter a integridade tecidual.  

Por sua vez, o director do Hospital do Prenda, Tomás Cassinda, referiu que a formação visa capacitar todos profissionais de enfermagem sobre as técnicas de lidar com os doentes críticos com covid-19.

Tomás Cassinda disse ainda que o Hospital do Prenda já formou 128 profissionais para lidar com a covid-19.

O país registou, até ao momento, 35 casos de covid-19 registados, sendo que 11 recuperados, 22 activos e dois mortos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.