Conferência sobre Petróleo e Gás adiada para 14 e 15 de outubro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A segunda Conferência Petróleo e Gás Angola foi adiada para 14 e 15 de outubro devido à pandemia da covid-19, confirmaram hoje os organizadores do certame que pretende promover o investimento nesta indústria em Angola.

“A Angola Oil & Gas (AOG) Conference & Exhibition 2020 vai realizar-se em 14 e 15 de outubro deste ano em Luanda pelo segundo ano, como ponto focal do investimento internacional”, lê-se num comunicado da Câmara de Energia Africana, que confirma outubro como o mês da exposição, tal como o representante da CEA em Luanda, Sérgio Pugliese, já tinha revelado em entrevista à Lusa no final do mês passado.

“O Governo angolano reiterou a sua confiança no setor energético do país, apesar da pandemia da covid-19, e a AOG será um ponto focal para o investimento internacional que deverá trazer novos negócios para a mesa das negociações e assinatura de novos atores na indústria do petróleo e gás do país”, acrescenta-se no comunicado hoje enviado à Lusa.

O tema da edição deste ano, “Uma Nova Era de Crescimento e Prosperidade em Angola”, pretende mostrar o país como destino apetecível de investimento estrangeiro e contará com a participação de representantes das grandes companhias petrolíferas que operam no país, concluem os organizadores.

A CEA organizou, no ano passado, a primeira conferência AOG destinada a atrair investimento externo para o país, prevendo a segunda edição para junho, mas teve de adiar o encontro para outubro devido às condições atuais.

“Recebemos uma reação positiva do Governo quando pedimos para adiar para outubro, e o grande objetivo é atrair investimento, queremos ajudar o Governo a reabrir Angola como local de investimento e é por isso que trazemos os investidores ao país, para falarem com as autoridades”, explicou Sérgio Pugliese na entrevista à Lusa, no final de abril.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu hoje para 1.843, com mais de 47 mil casos da doença registados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas, o número de mortos subiu de 1.801 para 1.843, enquanto as infeções aumentaram de 44.483 para 47.118.

O número total de doentes recuperados subiu de 14.921 para 15.587.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 251 mil mortos e infetou quase 3,6 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.