ONG denuncia alegada falta de transparência na adjudicação de concursos pelo Ministério da Saúde em Moçambique

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A organização não-governamental Centro de Integridade Pública denunciou hoje más práticas na contratação de serviços pelo Ministério da Saúde em Moçambique, considerando que há empresários que estão a beneficiar da alegada ineficiência em concursos adjudicados pela entidade.

“Da análise feita aos concursos adjudicados pelo Ministério da Saúde para fornecimento de medicamentos e artigos médicos e para obras entre os anos 2014 e 2019, depreende-se que, muitos destes ocorreram em meio a ineficiência, falta de transparência e integridade”, lê-se numa nota da organização distribuído hoje à imprensa.

Segundo CIP, que analisou aos concursos adjudicados pelo Ministério da Saúde neste período, os constantes “ajustes diretos” e alegados critérios de avaliação não transparentes têm favorecido a um grupo de empresas, em prejuízo do Estado.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.