Guiné-Bissau quase duplica número de casos para 413

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O número de casos da covid-19 na Guiné-Bissau quase duplicou hoje para 413 o número de casos registados com covid-19 no país, incluindo 19 curados e um morto, segundo o Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES).

“O número de casos é de 413”, afirmou o médico Dionísio Cumba, coordenador do Centro de Operações de Emergência de Saúde na conferência de imprensa diária para fazer o balanço da evolução no país da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

O COES não divulgou dados no sábado e no domingo a pedido do Laboratório Nacional de Saúde da Guiné-Bissau devido a questões técnicas relacionados com o grande número de amostras para analisar. O balanço anterior era de 257 casos.

“A população tem de colaborar. Os casos vão subir nos próximos dias”, disse Dionísio Cumba, salientando que há pessoas a sair desnecessariamente.

O também presidente do Instituto Nacional de Saúde guineense disse que a maior parte dos casos registados são de Bissau e precisou que há seis membros do Governo no poder infetados com a covid-19, incluindo o primeiro-ministro, Nuno Nabian.

“Todos estão estáveis”, sublinhou.

Questionado sobre o chá, que chegou sábado a Bissau, dado pelo Presidente do Madagáscar e que tem alegadamente propriedades que curaram a covid-19, o médico disse não estar em condições de dar informações, porque ainda não teve acesso à ficha técnica.

“Mas se vem curar, agradecemos”, disse.

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, prolongou, pela segunda vez, o estado de emergência no país até 11 de maio.

No âmbito do combate à pandemia, as autoridades guineenses encerraram também as fronteiras, serviços não essenciais, incluindo restaures, bares e discotecas e locais de culto religioso, proibiram a circulação de transportes urbanos e interurbanos e limitaram a circulação de pessoas ao período entre as 07:00 e as 14:00 horas.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu para 1.800 nas últimas horas, com mais de 44 mil casos da doença registados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.