FMI suporta cerca de metade de 640 ME que Moçambique espera de parceiros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai emprestar cerca de metade do apoio financeiro de 700 milhões de dólares (640 milhões de euros) que Moçambique espera receber de parceiros no âmbito da covid-19, anunciou a instituição.

O apoio foi pedido pelo Governo aos parceiros, em Maputo, a 23 de março, para cobrir o buraco fiscal provocado pela pandemia no Orçamento do Estado (OE) de 2020, bem como para financiar o combate à doença e dar apoios para os mais pobres.

Na carta de pedido de ajuda enviada ao FMI, em 17 de abril, o executivo moçambicano disse ter sinalizadas promessas de ajuda orçamental da União Europeia e Banco Mundial (BM), ajuda a projetos pelo BM, Banco Islâmico de Desenvolvimento e parceiros da iniciativa Pro Saúde (Irlanda, Canadá, Bélgica, Suíça, OMS e BM).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.