Michael Jordan recusou 100 milhões de dólares para comparecer a um evento por duas horas.

You are currently viewing Michael Jordan recusou 100 milhões de dólares para comparecer a um evento por duas horas.

Em 2017, Michel Jordan negou 100 milhões de dólares para comparecer a um evento, reportou a CNN.

Segundo o seu ex-agente, David Falk, citado pela CNN, Jordan foi convidado para participar, por duas horas, num programa desportivo de rádio ‘Boomer & Gio’ de uma estação de Nova Iorque, WFAN.

“Jordan apenas tinha que comparecer no evento e anunciar o acordo, mas ele negou”, disse o seu ex-agente em entrevista a CNN.

“Embora, a lenda dos Chicago Bulls se tenha aposentado anos atrás, ele ainda continua a ser muito solicitado fora dos campos”, disse.

David Falk não revelou os detalhes do contrato, mas enfatizou que Michel Jordan é muito seletivo na escolha dos projetos em que quer ser envolvido.

“Ele tem sido tão bem-sucedido que lhe dá a oportunidade de fazer o que diabos quiser ou não fazer coisas que não quer. Eu realmente admiro isso”, disse Falk.

Jordan voltou a ser manchete na imprensa americana após o lançamento do seu documentário “The Last Dance”, a 19 de abril na ESPN. A série vai ao ar todos os domingo `a noite, durante cinco semanas, até 17 de maio. A série também está disponível na Netflix.

O Chicago Bulls dos anos 90, liderado por Jordan, continua a ser uma das maiores dinastias da história do desporto. A série ESPN apresenta cenas inéditas da temporada 1997-98, com entrevistas de um elenco repleto de estrelas em que destacamos, para citar alguns, ex-presidente dos EUA, Barak Obama, o falecido Kobe Bryant, Magic Jonhson, Charles Barkley, Justing Timberlake, Carmen Elektra, Scott Pippen, Denis Rodman, Phil Jackson, Steve Kerr e muito mais.