Michael Jordan recusou 100 milhões de dólares para comparecer a um evento por duas horas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Em 2017, Michel Jordan negou 100 milhões de dólares para comparecer a um evento, reportou a CNN.

Segundo o seu ex-agente, David Falk, citado pela CNN, Jordan foi convidado para participar, por duas horas, num programa desportivo de rádio ‘Boomer & Gio’ de uma estação de Nova Iorque, WFAN.

“Jordan apenas tinha que comparecer no evento e anunciar o acordo, mas ele negou”, disse o seu ex-agente em entrevista a CNN.

“Embora, a lenda dos Chicago Bulls se tenha aposentado anos atrás, ele ainda continua a ser muito solicitado fora dos campos”, disse.

David Falk não revelou os detalhes do contrato, mas enfatizou que Michel Jordan é muito seletivo na escolha dos projetos em que quer ser envolvido.

“Ele tem sido tão bem-sucedido que lhe dá a oportunidade de fazer o que diabos quiser ou não fazer coisas que não quer. Eu realmente admiro isso”, disse Falk.

Jordan voltou a ser manchete na imprensa americana após o lançamento do seu documentário “The Last Dance”, a 19 de abril na ESPN. A série vai ao ar todos os domingo `a noite, durante cinco semanas, até 17 de maio. A série também está disponível na Netflix.

O Chicago Bulls dos anos 90, liderado por Jordan, continua a ser uma das maiores dinastias da história do desporto. A série ESPN apresenta cenas inéditas da temporada 1997-98, com entrevistas de um elenco repleto de estrelas em que destacamos, para citar alguns, ex-presidente dos EUA, Barak Obama, o falecido Kobe Bryant, Magic Jonhson, Charles Barkley, Justing Timberlake, Carmen Elektra, Scott Pippen, Denis Rodman, Phil Jackson, Steve Kerr e muito mais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.