França prolonga estado de emergência sanitária até 24 de julho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Governo francês decidiu hoje prolongar por dois meses, até 24 de julho, o estado de emergência sanitária em vigor para combater a epidemia de covid-19, anunciou o ministro da Saúde, Olivier Véran.

Em vigor desde 24 de março, o estado de emergência sanitária é prolongado pois o seu levantamento em 23 de maio “seria prematuro”, dado que “os riscos de recuperação epidémica” estão “comprovados em caso de interrupção súbita das medidas em curso”, indica o projeto de lei analisado hoje em Conselho de Ministros e que deve ser apresentado a partir de segunda-feira no parlamento.

O texto precisa nomeadamente as condições de quarentena para as pessoas que chegam a França e para os infetados.

Também refere a criação de um “sistema de informação” relativo aos doentes e aos que lhe estão próximos com uma duração máxima de um ano.

O objetivo é “consolidar o quadro jurídico” e “ampliá-lo” para “integrar os desafios do desconfinamento”, que deve começar em 11 de maio, indicou Olivier Véran no final do Conselho de Ministros.

“Aprender a viver com o vírus é o desafio dos próximos meses”, adiantou o ministro.

A França é o quinto país mais afetado pela pandemia, contando com 24.594 mortos entre 167.346 casos da covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência France Presse, a pandemia de covid-19 já provocou quase 239.000 mortos e infetou mais de 3,3 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.