Três atletas suspensos preventivamente por violação das normas antidoping

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As velocistas norte-americanas Deajah Stevens e Gabrielle Thomas e o fundista queniano Alex Korio Oliotiptip foram suspensos preventivamente por violação das funções de localização, anunciou hoje a Unidade de Integridade de Atletismo (IAU).

Deajah Stevens, de 24 anos, que terminou em 7.º a final dos 200 metros dos Jogos Olímpicos do Rio2016 e em 5.º nos Mundiais de Londres em 2017, ano em que se sagrou campeã dos Estados Unidos, foi suspensa por não comunicar a sua localização às autoridades antidopagem.

A sua compatriota Gabrielle Thomas, de 23 anos, dupla vencedora da prova dos 200 metros da etapa de Lausanne da competição de atletismo Liga de Diamante, em 2018 e 2019, foi igualmente suspensa provisoriamente pelos mesmos motivos.

A IAU também anunciou a suspensão provisória do queniano Alex Korio Oliotiptip, de 29 anos, que terminou em 11.º a prova dos 10 mil metros nos último Mundiais, em Doha, por não ter indicado a sua localização às autoridades antidopagem.

De acordo com as regras em vigor, os atletas devem indicar as suas localizações geográficas às autoridades antidopagem com 90 dias de antecedência, a fim de permitir testes fora da competição sem aviso prévio.

Três violações dessas obrigações por parte dos atletas ao longo de doze meses constituem um crime antidopagem.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.