Arsenal, Brighton e West Ham abriram centros de treinos aos jogadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Arsenal, o Brighton e o West Ham abriram hoje os seus centros de treinos aos futebolistas, mas de forma controlada, a fim de preparar o eventual regresso do campeonato inglês em junho.

O Brighton anunciou que autoriza “um acesso restrito a terrenos exteriores (…) aos jogadores da primeira equipa, para treinos individuais facultativos”.

“Os jogadores devem fazer uma reserva e ser-lhes-á atribuído um horário e uma parte do relvado para treinar”, esclarece o clube, que enfatiza a garantia do cumprimento escrupuloso do distanciamento social.

Já o West Ham indicou que os jogadores que vivem em apartamentos ou não tem acesso a grandes espaços para os exercícios físicos estão autorizados a ir treinar ao clube.

“O acesso será limitado a um jogador de cada vez e todas as sessões serão realizadas conforme as diretivas do Governo”, vincou um porta-voz.

O Arsenal indicou que os atletas podem ir ao seu centro de treinos, mas sob vigilância restrita.

Outros clubes como o Bounemouth, Burnley, Crystal Palace ou Sheffield United preparam igualmente o regresso progressivo dos seus atletas ao trabalho.

O Reino Unido tem até ao momento registados 20.732 óbitos e 152.840 casos de infeção.

Segundo a imprensa britânica, a ‘Premier League’ está a tentar o regresso à competição a 08 de junho, com jogos à porta fechada e número limitado de estádios, para diminuir os riscos de propagação do novo coronavírus.

O regresso oficial aos treinos está fixado para 18 de maio, dando aos clubes três semanas para se preparar para disputar os desafios em falta.

O Liverpool prepara-se para celebrar um título que lhe foge há 30 anos — será o 19.ºdo seu historial — pois tem 25 pontos de vantagem para o Manchester City, que tem um jogo a menos, porém os lugares para as competições europeias e as descidas de divisão estão por definir, cumpridas 29 jornadas.

O regresso do futebol é acompanhado por outras modalidades como o râguebi ou críquete, o que, segundo o The Times, vai contribuir para melhorar o moral dos britânicos.

Sexta-feira os clubes vão reunir-se por videoconferência para tratar de um conjunto de questões jurídicas, como os contratos dos futebolistas que terminam a 30 de junho, antes do fim da época.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 206 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 810 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.