Covid-19: Centros de quarentena de Calumbo reactivados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os dois centros de quarentena do Calumbo, em Luanda, voltaram a ser reabertos, em função do aumento do número de cidadãos suspeitos do novo coronavírus (covid-19) no país, anunciou, nesta quinta-feira, o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda.

O dirigente, que falava na habitual conferência de imprensa de actualização de dados da pandemia covid-19, avançou que os respectivos centros voltaram a receber pessoas suspeitas, mas que também servirão para a gestão de possíveis casos positivos.

Na ocasião, apontou a existência de 691 cidadãos a cumprir a quarentena institucional a nível do território nacional, tendo sido liberados, nas últimas 24 horas, 239 pessoas de diferentes nacionalidades, das quais 32 ligadas a petrolíferas.

Referiu ainda que outras 938 que tiveram contacto directo e ocasional com casos positivos estão a ser seguidas e investigadas, além da descoberta de 183 cidadãos que conviveram directamente com a estatista cubana que testou positiva, na quarta-feira última.

Desde o início da testagem em Angola (Março último), o laboratório de biologia molecular já examinou mil e 918 amostras, estando em processamento 329 análises, numa altura em que o país mantém-se nos 25 casos positivos de covid-19, dos quais seis pacientes recuperados.

Angola registou já dois óbitos e controla 17 casos activos em acompanhamento médico. Pois, Para a prevenção e combate à Covid-19, observa, desde às 00h00 do dia 11 de Abril, o segundo período de Estado de Emergência, que deve vigorar até às 23h59 do dia 25 de Abril.

Trata-se da prorrogação dos primeiros 15 dias do regime excepcional, decretado pelo Presidente da República, João Lourenço, a 25 de Março último, entrando em vigor dois dias depois.

Nessa quinta-feira, a Assembleia Nacional (AN) aprovou a solicitação do Presidente da República para a segunda prorrogação do Estado de Emergência, para vigorar de 26 de Abril a 10 de Maio, com vista a evitar o risco de contágio da Covid-19 na comunidade.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.